quinta-feira, 30 de abril de 2009

Pessoas = Merda


Lá vamos nós de novo, filho da puta!

Desça aqui, e veja o idiota bem aqui
Muito fudido pra implorar e sem medo de se importar
Qual o problema com a calamidade mesmo?
Certo? Sai da minha frente caralho
Entenda que eu não posso sentir nada
Isso não é como se eu quisse passar pela decadência
Eu me sinto como um ferido, como se tivesse a porra de uma
Arma contra minha cabeça, você vive quando estou morto

Mais uma vez, filho da puta!

Todo mundo me odeia agora, então foda-se isso
Sangue na minha cara e nas mãos e eu
Não sei porque não estou com medo de chorar
Mas isso não é da sua conta
De quem é essa vida? Entendeu? Viu? Sentiu? Comeu?
Reviravoltas virão e eu poderei cuspir na cara deles
Eu quero viver sem vestígios
Porque eu não quero morrer neste lugar

Isto nunca para você não pode ser tudo pra todos
Contágiado. Estou sentado do lado de Satanás
O que você quer de mim?
Eles nunca me contaram o erro que eu viria a ser
Sobrecarregado não me diga que você detonou isto
Deixa de frescura e brigue por seu caminho

EU – NÃO – SOU – COMO – VOCÊ - EU - SÓ - QUERO - TE-FODER
Vamos filho da puta, todo mundo tem que morrer!
Pessoas = merda (O que vai fazer?)
Pessoas = merda (Porque eu não tenho medo de você!)
Pessoas = merda (Eu sou tudo você nunca será!)
YEAH... NADA DE MENTIRAS!

(slipknot:.Peoples = Shit)

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Eu só preciso esquecer tudo por um momento...


E te banhar com meu sangue, nos amaremos.. fazendo com que nossas mãos colem uma na outra, para não esquecermos que um dia esse amor negro existiu... não me esqueça...rolaremos banhadas de sangue, em plena noite fria.. sob a luz da lua, pois é a unica que existe para nós...Eu te olharei nos olhos e selarei com um beijo, nossa trágica e doce morte...abrece-me forte.. não me largue, até que a hora chegue... não te deixarei nem você me deixará...
garotinha, garotinha, não feche seus olhos.. enxergue a realidade. Eu estou aqui. Eu sou real, mas sou como você... apenas sonho.

"Eu não me importo que me guardes com pinos e agulhas,
Se eu puder fixar em você e você em mim também"

Eu queria apenas por um momento esquecer tudo...
E me enfiar em um poço sem fim,
Pois lá não existem arredores, não existem possibilidades...

"Tu és de um mundo perfeito
Um mundo que me jogou fora hoje."
P.s: Fock off ...

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Meus amigos são todos simples.


Talvez como os outros, talvez diferentes, talvez iguais. Tão complexos tão simples. Tão leais e confiantes.
Não tenho palavras para descrever o que são ou não. "Eu apenas posso sentir o quanto são importantes e sem eles não vivo". Esta é a famosa frase que todos usam para dizer o que sentem por seus melhores amigos.
Mas realmente é uma frase que eu acredito e que fala a absoluta verdade, meras palavras não podem dizer ou descrever o que sinto por vocês.
Não posso viver sem o sorriso de vocês, nem o carinho, nem o afeto.
Tão importantes foram pra mim os abraços. Nós sorriamos e a felicidade domava nossos rostos, nada de mentiras, nada de fingimentos... Era a pura verdade e o imenso amor naqueles pequenos momentos.
Não era um tempo grande. Dez minutos já bastava. Mas agradecia e agradecia por ter aquele momento todos os dias. A vontade de se esconder atrás da porta, de ver o inverno tão frio e triste, acabava nesses momentos. Pois estávamos juntos e nada nos separava. O inverno já não é tão nublado, e a chuva faz parte de nosso dia a dia, cada chuva e estávamos lá firmes e fortes caminhando.
E deixo estas palavras a vocês assim como deixo para àqueles que me fizeram sorri.
Por favor, não desistam da vida, e não desistam de vocês mesmos. A vida pode não ser tão esperançosa, mas há momentos lindos para se lembrar eternamente. Pode ser tudo uma caixinha de surpresas. Façam com que os pequenos sorrisos valam a pena.
Prometam a si mesmos que continuarão tentando. Vocês, meus amigos, estarão sempre no meu coração.
Quando estiverem com sentimentos de desistência, pensem.. Em todos os pequenos sorrisos que fizeram momentos tão felizes... Serão todos um brilho eterno em suas lembranças...
Procurem no horizonte um novo começo... Desejo a maior felicidade do mundo...

"E o medo se vai, eu busco no horizonte sonhos que deixei pra trás, por não saber viver.
E hoje falo de amor, pois ontem eu te digo amigo, que vivi na dor. Sem hesitar.
Os dias correm, somem. E com o tempo não vão voltar. Só há uma chance pra viver.
Não perca força e o sonho, não deixe nunca de acreditar que tudo vai acontecer.."

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Condenação


Estava se sentindo vazio neste mundo, mundo estranho e sem luz.
Antes de morrer, passara por sua cabeça um filme de quando era um menino
Um ser ingênuo, calmo...
Quando era realmente feliz... Quando tinha tudo ao seu lado.
Quando era unido à sua família, e desprovido de sentimentos sombrios...
Quando unido em amigos que apoiavam,
Sem querer e sem escolhas.. Pode entrar em um mundo chamado de "anormal"...
Mas por que o criticavam? Por que ficavam no seu pé? Idiotas.
Dizem que o amam, mas deveriam amar a ele... E não importa qual seja seu pecado.
O chamam de doido e de magoa... Infeliz neste mundo...
Só queria fechar os olhos e não acordar mais...

Ele anda... e anda,
Mas nunca chega a lugar algum
Fecha-se completamente, é escuro e frio.
Não é seu quarto, nem sua casa...
É apenas seu mundo, apenas seu interior.
Suas lágrimas não têm fim...

O que deveria fazer?
E suas defesas?
As ignorâncias dos humanos eram bem maiores do que pensava..
Como agüentar?
Não dava chance de defesa a si mesmo...
Se sente condenado neste mundo...

Queria apenas ser compreendido por suas escolhas...
Queria apenas ser feliz e não ser sozinho neste mundo...
Queria apenas poder se enfiar dentro de uma pedra e dormi para sempre..
Queria conversar com alguém, mas a ausência estava presente mais uma vez...

Sentia-se machucado e preso
Só fez caminhar...

Olhou a rua, com lagrimas nos olhos, e o filme passara em sua cabeça...
As criticas, as felicidades, as perdas, as magoas, os sorrisos...
Subiu no alto da ponte...
As lagrimas caiam facilmente...
Veio-lhe a ultima lembrança,
O ser que agora amava, não podia vê-lo, nem tocá-lo...

Deu seu ultimo suspiro..
Jogou-se, e se afundou em seu abismo.
Nada mais enxergava, nada mais sentia.
E agora olhava e apenas sorria.

"Meu filho sempre foi diferente, eu sabia disso eu sentia isso. Ele era apenas um bebê. Agora sei por que Deus não curou meu filho...
Não o curou por que... Por que não havia nada de errado com ele..Eu fiz isso... “Eu matei meu filho”..
19/04/09

Eu quero fechar os olhos e não mais abrir


Já não consigo me conter com tanta dor
Meu corpo treme
Meus olhos já não se sustentam. e choram

Choro como uma criança
Eu admito, eu não quero mais sofrer por algo que não existe
Por que estou fazendo isso?
Eu não sei...

Não tem nome,
Não tem cura,
É involuntário sofrer,
É tudo preto e branco

Não faz mais sentido continuar,
As pessoas transformaram-se em insetos,
Eu me tornei um defunto.

Sorrindo com a dor
É o que eu faço, sou amiga dela,
Ela é leal a mim

Não faz mais sentido continuar,
Não faz mais sentido sofrer sem motivo
Não faz mais sentido sorrir nem chorar

Apenas fechar os olhos e não mais abrir,
O que posso dizer?
Eu estou doente... 12/04/09

domingo, 19 de abril de 2009

Minha vida é como dezembro.


Fria...(27/02/09)
É o fim de tudo, talvez o fim de tanto sofrimento.
Tão difícil de se livrar.

Queria poder me refugiar em suas lagrimas,
Pois um dia elas secam e deixam de existir.
Eu não consigo dormir...
Simplesmente por que penso neste abismo chamado vida.

Peço-lhe ajuda meu caro amigo.
Tire minha alma deste lugar.
Ela treme e sente frio,
Apenas um vulto... Apenas a morte com pernas andantes

Enfie uma estaca em meu peito
Veja meu sangue escorrer... Sinta o cheiro...
Sinta o gosto, e vá sem olhar para trás.
Siga e deixe-me partir com minhas asas quebradas.

Acredite, eu irei, mas não esquecerei seus olhos
Que sempre aqueceram minha alma, e acomodaram...

Tire-me deste mundo cheio de dor, por favor, meu amigo.
Estou fraca, fingindo a minha felicidade
Eu simplesmente desisto...
As flores que um dia nasceram em mim já estão mortas...

E lhe peço meu caro amigo...
Não me esqueça.


R.O ^^

quinta-feira, 16 de abril de 2009

"Não disseste que doeria tanto"


Dissera como se estivesse morrendo...
Acha que não tem importância...
Insignificante...

Tão rápido, virou apenas lembranças.
Tão rápido, virou lágrimas que se foram.
O esqueceu tão rápido...

Tão trágico...

Pergunte-se se está faltando algo...
Pergunte para aonde vai...
Talvez amava, talvez virou esquecimento...

Mesmo na distancia, não pôde ser feliz...

Perdoe-o, ele não pôde se conter.
Ele apenas amou...
Apenas cantou para receber um pequeno sorriso.

Mesmo com o fim próximo...
Poderia dizer "eu te amo" mais uma vez
Não se arrepende...

Seus gestos se tornaram inúteis

Com suas lagrimas...
Aprendeu a ser frágil.
Conheceu a solidão.

16/04/09

terça-feira, 14 de abril de 2009

O anjo que nada sentia, caiu em seu próprio abismo...


A lua coberta de nevoas, o céu vermelho demonstrando que a chuva chegava. Sentia frio, sentia rasgando sua pele. Não, ele não quebrou as asas, apenas não queria voar, pois o que amava acabara de cair por um momento.
Sua felicidade permanecia ausente já por muito tempo.Sorria friamente, mas verdadeiramente. Estava cego, gostava tanto a ponto de amar tudo o que aquele anjo fazia... Não, mas amar? Não poderia mais! Acabara de sofrer por tanto tempo por algo que nada valia.
Uma nova ferida estava se formando.
Ele não poderia deixá-la ali caída, perto de laminas finas e uma estaca apenas para acabar o que começara. Não poderia deixá-la morrer. Nada o faria voar... o sangue escorrendo de ambos os corpos, abraçado ao corpo do anjo, os últimos sussurros do anjo pairavam ali. Enquanto gritava ninguém o podia ouvir.
“Por favor, não me deixe.”
Suas lágrimas escorriam pelo rosto já manchado de sangue...
“Suas lágrimas nunca foram vãs”
Sussurrava o anjo...
Ele era o único de pé. Salvando o que não queria perder. Embora se sacrificasse, seu maior desejo era não deixá-la ir. Tudo que passara, com lagrimas e com sangue, todo seu sofrimento, ao abraçá-la sentia toda sua dor, pois ela era seu estado de espírito.
Simplesmente não estava pronto... Não estava pronto para vê-la partir
E ela com os olhos se fechando... Ele suplicava... Chorando...
“Por favor, não se vá meu anjo. Não morra. Não me deixe, eu preciso de ti.”
Ultimas palavras do anjo...
“Não te deixarei, eu voltarei e te buscarei. Guarde-me em teu coração. Sempre”
Disse ela sorrindo...
E fechou seus olhos em um sereno e profundo sono. Mas seu maldito coração ainda batia lentamente.
09/04/09

sábado, 11 de abril de 2009

Quantos de vocês iriam sentir falta


Sei que seriam muitos...

Sei que muitos iriam se desesperar...
Pois muitos ainda não sabem viver sem ele...

Não, ele não se acha importante.
Só não enxerga que é alguma coisa na vida das pessoas...

Pensa que vive de uma mentira após a outra...
Ele não quer ser amado...

Ele não quer amar...
Apenas quer ficar em um quarto escuro, refletindo...

Seria a única maneira de não sofrer..
Sofrer com o fingimento das pessoas...
Sofrer com o amor das pessoas...

Gostaria de sentir a verdadeira face..
Gostaria de olhar no olho..
E saber se tudo é verdade...

Mais uma vez seu coração foi partido.

Agora,
Falta pouco tempo para finalmente dar seu Adeus...
Lamento...
08/04/2009