"Não disseste que doeria tanto"


Dissera como se estivesse morrendo...
Acha que não tem importância...
Insignificante...

Tão rápido, virou apenas lembranças.
Tão rápido, virou lágrimas que se foram.
O esqueceu tão rápido...

Tão trágico...

Pergunte-se se está faltando algo...
Pergunte para aonde vai...
Talvez amava, talvez virou esquecimento...

Mesmo na distancia, não pôde ser feliz...

Perdoe-o, ele não pôde se conter.
Ele apenas amou...
Apenas cantou para receber um pequeno sorriso.

Mesmo com o fim próximo...
Poderia dizer "eu te amo" mais uma vez
Não se arrepende...

Seus gestos se tornaram inúteis

Com suas lagrimas...
Aprendeu a ser frágil.
Conheceu a solidão.

16/04/09

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Querido diário virtual

Notória lembrança

Carta jogada ao vento