Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

O que não vai voltar

Imagem
Chegou o momento de dizer adeus a todas as coisas materiais, a cada palavra repetida dentro de caixas empoeiradas, de lágrima deixada. Lá estava eu, sentado a frente das lembranças, questionando, argumentando, o porquê de elas me deixarem pra trás, já que eu nunca as deixei...

O tempo mudava...

Estava pronto. Cada segundo que passava, eu estava mais decidido a me livrar de todos aqueles sentimentos, perdidos ou não, o que importava? Se agora a água da chuva iria levá-los para bem longe de mim. Esforçarei-me tanto para não me lembrar de nada. Agora o objetivo seria seguir.
A noite não estava limpa, o que lembrava aquele tempo que passava escrevendo todas as poesias, na madrugada, só eu e o silêncio, e colocava ao meu lado o que se passara, ou que sentia, principalmente o que mais perturbava. Coisas simples da vida que me inspiravam e eu corria para escrever...

E eu continuava tão decidido...

No meio de tantos papeis, encontrei uma carta que escrevi anos atrás e dizia que torcia por mim …

O tempo que passa

Já se passaram cinco meses... Cinco meses me lamentando, tentando entender o que nunca nem mesmo chegarei perto de entender...
Se isso é tão complexo, como entender o tempo que passa que lentamente vai quebrando toda a eternidade que criamos e decidimos criar, o que era pra ser um amigo que nunca deixa a gente, que sempre ajuda a superar. É claro ele é assim... O tempo ao mesmo tempo é inimigo, aquele que começa te acabando e termina deixando a distância de um momento pro outro...
Entender todas essas palavras jogadas ao vento, é saber o que se passa dentro dessa alma atordoada, de dia em dia com lágrima nos olhos procurando no vazio uma alma amiga que nunca te deixaria. Com o peito apertado de tanto tentar entender o que passou, te deixa jogado ao vento como uma folha livre. Como entender?
Eu gostaria de escrever uma pequena carta. Dizendo o que sinto... O que deixei de sentir... Tudo... Mas não... Pelo simples fato de que um tempo tão bom tão perfeito e tã…

Between love and goodbye

Imagem
-1-Os primeiros passos, belos sorrisos meigos já tinham lugar guardado...
Mas eu nunca sobreviveria com memórias mortas em meu coração. Sentado no escuro, não posso esquecer, até mesmo agora, percebo o tempo que eu nunca terei. “Se o mundo tivesse mais pessoas como você talvez eu aprendesse a gostar do mundo.” 30/05/2009
-2- Teus passos se tornaram maiores que os meus, uma luz acabara de nascer em teu peito...
E era eu e você e todas as pessoas com nada a fazer, nada a perder, eu estava tropeçando nas palavras que deixou a minha mente girando, eu não sei aonde ir a partir daqui... Que dia é... E em que mês? Este relógio nunca pareceu tão vivo...
22/11/2009 Espero que possa me ouvir, lembro-me claramente...
24/11/2009- A noite que um dia prometeste ser só minha.
Eu te amo...Três pequenas palavras e uma pergunta: por quê? ... Em janeiro eu me lembro, ia te dizer que não tinha dúvida, você era a minha única certeza... 04/01/2010 Tudo pra ti e só pra ti…