Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Coisas do mundo

Em um pequeno tempo, percebi que há coisas a se aprender, há respostas a serem enxergadas, apesar do esforço me pergunto como tudo poderia estar no lugar em que nem me esforcei para procurar. Aprendi que esperar tanto de alguém é um erro, é como um suicídio. E quando percebes que paraste de esperar tanto, já é tarde demais. São coisas do mundo, são coisas do meu mundo, e lá eu vou superando tudo. Eu quero abraçar o vazio que se abriu em meu peito, quero abraçar a solidão, mas eu vou seguindo.

Milonga

Vamos falar de solidão
Na sua casa nunca mais entrei
Mas decorei com exatidão
Todas as coisas como eu deixei
Versos jogados pelo chão
Lembranças do que não presenciei
Mas decorei com exatidão
Como o passado que eu mesmo criei

E tudo que eu posso oferecer
São minhas palavras pra você
No plágio de uma bela melodia
E tudo que eu quero te dizer
Eu já cansei de escrever
Quero te ver enquanto não é dia

Mas diz porque tu vais embora
Mas diz porque tens tanto medo
Se não acorda cedo
Nem trabalha, estuda ou namora
Mas diz porque chegou a hora
Agora que eu venci meu medo
Te peguei pelos dedos
Pra dançar enquanto o sol demora
Para chegar trazendo aurora
E a luz que cega e me dá medo
E como um torpedo
Eu deslizo, eu vôo num mar de lençois
E cada dobra conta histórias
De muitas delas sinto medo
São muitos enrredos
Enrolados e embriagados como nós
Tão a sós, como nós, tão a sós

Porque você insiste em dizer que ainda existe vida sem você?
(Quando você não esperar vai doer e eu sei como vai doer e vai passar como passou por mim e f…

Ao meu herói

Um herói normal não. O meu verdadeiro herói não vem da história antiga,
Não tem estatuas em praças, não tem seu nome escrito em museus, nem dias feriados a lembrar-lhe o nome.
É um herói de todos os dias da semana. Levanta-se antes do sol, e se recolhe quando a noite se fecha nos seus olhos.
O herói que chega em um dia de tédio e vence, sem fazer nada. Chega, se fortalece. Um herói normal, não, é mais, está pronto para lutar. Às vezes parece que dentro dele vejo tudo congelado, com medo de saber o que está na frente, o que está no futuro, um herói com seus próprios medos e méritos.
Ele é virtual, está longe, mas me salva de perigos da vida, sem fazer nada, apenas com palavras, ele consegue arrancar a saudade.
Hoje eu vejo, que esse herói deixou saudades, em um tempo percebi que ele está no dia a dia, pode não está em praças, mas sua imagem está em mim, pode não vim de uma história antiga, mas vem do passado pra cá deixando rastros de amizade, também pode não ter dias de feriado, mas há …

Uma folha de diário perdida...

24-10-2010
Querido diário, felizmente hoje é um dia normal, o que no passado achei que fosse durar pelo resto da vida, durou apenas cinco dias para ser esquecido. "é hora de voltar"... Agora estou me levantando de acontecimentos recentes, mas que também está virando passado. Hoje se lamentar é besteira e faz sentido pra mim. Tudo que tenho a dizer é que a um ano atrás, nesta data, eu estava caída e jamais vou me perdoar por sofrer tanto naquele dia... Permito-me a dizer e a sentir que não valeu à pena. Aquele dia, agora para mim, é como uma folha a ser virada, uma pagina a ser arrancada, é como um livro que deve ser fechado para sempre... Eu aprendi que os sonhos só morrem quando são esquecidos, e eu digo diário, aqueles sonhos morreram há muito tempo, e aquela folha foi arrancada. Ah, e eu estou bem, estou ótima, o que restam daqueles dias são risos... Arrependo-me por fazer aquilo comigo mesmo. Até logo.
P.s: Não tem por que pensar, chorar e muito menos... querer voltar…

Gelo

Tudo está congelado, pelo frio dos ventos, pelo som, por tudo. O frio chega agora como se congelasse todos os sentimentos, como se congelasse o tempo. Está passando tudo tão devagar, até mesmo vejo o tempo passar diante dos meus olhos.
O sorriso na face do mais próximo já não me acalma, mas também não devasta, me traz um sentimento não mais igual, me traz novas respostas, novos rostos, como se a ajuda que precisei tanto estivesse aqui, na alma, estampada e de braços abertos esperando que eu a enxergue. Tudo que eu preciso está justamente onde nunca procurei. A prisão finalmente está descongelando.
Ontem eu sofria, sorria com a desgraça, sorria na própria dor e hoje não sinto minha face queimar, tudo que queimava foi embora com o vento gelado. Tudo que desejei falar foi escrito, há papeis jogados pelo chão do quarto e prefiro não mexer, por que foram as ultimas palavras que desejei falar e não repetirei as mesmas palavras.
Eu não vou voltar pra ti, passado. Desculp…

Friends

O sol já não nascia. Os dias amanheciam cinzentos, destinados à escuridão. Apesar de todos os gritos abafados, nada o ouviu, nada o enxergou. Nada do que esperava o ouviu. Nada..
Alguns comprimidos e um copo de vinho, viajara na própria loucura. Estava deprimido e sem saída, mergulhado em um abismo que construiu a base do passado. Tudo que encontrara nas paredes, eram sonhos interrompidos, era a condenação de um passado sem fim, ele pedia para esquecer, era um sacrifício.
Após algumas horas no chão debruçado sobre os papeis, ouvira uma voz. Uma voz dócil, como a de um anjo, repetia freqüentemente uma frase, até chegar aos ouvidos claramente, "eu estou aqui..."

-Quem és tu? Estou ficando louco?
E a voz gentilmente respondeu...
-não estás louco, estou contigo desde muito tempo. Sou apenas um amigo que estás necessitando ter. O que está acontecendo?
-Como posso confiar em você? Eu nem o vejo, nem o conheço, nem ao menos fala comigo.
-Ora, eu sempre falei ^^ você que n…

As canções

As canções me tornaram um sonho. Um hábito. Passageiro, fui como um anjo do céu e do inferno. Fui um pesadelo, fui tudo e fui nada, não me esqueço o quanto me ensinaram a ser forte. À noite e o dia levaram tudo de mim. As canções do dia, eram de ânsia, eu tinha sentimentos alegres, me ensinaram a ter esperança. Eu era a felicidade e a tristeza de mãos dadas.
Os cantos me deixavam acordada, a melodia me fazia delirar. Era o que me deixava mais vivo. O tempo passava, e a cada dia eu escutava um canto novo, se era triste ou feliz, não importava eu só queria sentir o que podiam fazer comigo. As canções ficaram entre o amor e o adeus. Agora, não me importo se ainda estão nos meus ouvidos.
Os sons da noite, eram de desejo, eram também de esperança. A noite era de planos, de sorrisos, era a esperança de um novo dia, era o sonho que me deixava viva. Meus olhos brilhavam a cada sorriso, meu coração palpitava até doer... Não havia pensamentos ruins, as lembranças são boas …