segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Depois de algum tempo


As madrugadas finalmente voltaram...
Agora abro os olhos e nada muda,
O céu continua o mesmo,
As pessoas são as mesmas ...

Há alguém contente,
está assim por conseguir superar,
quando abre os olhos,
vê ainda um passado borrado no ar,
nas paredes, no céu...

Há alguém indo embora,
és tu,
estás borrando os olhos de um cego..

Agora dá conta que o passado nunca importou,
Pois só dar apertos no coração, só mostra o caminho do abismo,
Só mostra a felicidade, a qual já não está aqui...
Eu entendo...

Estou finalmente seguindo contra o vento
querendo não me importar mais...

Diga, o que achou de um coração partido?
Vou cantando até o tempo passar,
e cantarei até não restar mais voz,
vou chorar até não haver mais lagrimas,
Vou sangrar até achar outros olhos...

Vou correndo, vou morrendo, mas não sabes...
Eu vou tentar...

domingo, 19 de dezembro de 2010

Vanguart- Para abrir os olhos

Eu devo ir
Não há mais sentido
Nos resta se juntar

Quem sou eu
Já não importa
Nem nunca importou

Que importa é o que te quebra em duas cidades
Que importa é o que te deixa tão transfuso

O que é a dor eu não entendo
Mas sinto apertar de leve o meu peito
Nas madrugadas quando estou a navegar

Faz quarenta dias que eu estou no meu barco a vela
Não me sinto tão sozinho, eu tenho meus amigos
Só aparecem quando eu bebo
Só aparecem quando eu bebo

Só aparecem quando eu bebo
Só aparecem quando eu bebo
Só aparecem quando eu não sou eu
E hoje eu não...

Que importa é o que te faz rachar as velas
Que importa é o que te faz abrir os olhos de manhã

Já é de manhã
Já é de manhã
Já é de manhã
Adeus, já é de manhã
A estrada espera
Já é de manhã

Adeus, já é de manhã
Já é de manhã
Já é de manhã
Já é de manhã
Já é de manhã
Já é de manhã

Vanguart- Robert

O chão não vai cair
nem a distância nos partir
enquanto houver alegria
nos sapatos que ela pisar
fim da manhã
nem sei se é dia
já nem penso depois
de três cigarros
eu ignoro o desabafo
de uma garota do mar
que há de me bastar
meus lábios estão salgados
de saudade
de Robert, Robert, quem vai?
Robert, Robert, quem vai?

Mas nada vai
mais dissolver
a irônia de poder te ver
sem tuas roupas
com teu segredos
já nem penso depois
desolado
só com a distância
de uma garota do mar
que há de me bastar
meus lábios despedaçados
de saudade (uh uh uh)
de saudade (uh uh uh)
de Robert, Robert, Robert
Robert, Robert, Robert
Que o que vem, vem, vai, vai
Mas vem quem vai

Morrer primeiro (uh uh uh)
morrer segundo (uh uh uh)
morrer terceiro (uh uh uh)

Robert, Robert, Robert
Robert, Robert, Robert

Tanta coisa vai
e você não vê
que a insegurança
é tudo que você deve aceitar
tentar ser melhor
que a vida é muito mais que esquecer

Robert, Robert, Robert
quem vai?

Vanguart - Hemisfério

Esquenta o coração refeito
Espero poder te tocar
O que havia entre nós dois foi
Tiroteio e espinho canção
Eu cederia aos teus pecados
Se acaso quisesse chorar

E eu escreveria os mesmos passos
Só me salvo com a arma na mão
Pesa mais que um hemisfério
É usar o teu vestido
Te trazer pra perto
Bordar as tuas iniciais
No cais dos meus braços

Liberdade pra quem queria
Só suas grades e tua avenida
A falta é irresponsável, uh

Se for pra te incendiar
Deramo essa chuva
Divido o rio que eu tiver
Esqueço a cidade que queima depois

Você fingindo ser doloroso
E eu lembrando do céu
Do mesmo abismo que vim, voltarei
Baculejado de dor e de tempestade
De tempestade

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010



People always leave... Always..



Elas mudam, e querendo ou não tens que aceitar que mudem,
é como se te tirassem a força o que sempre foi teu.
e é assim, as pessoas vão embora, elas mudam, e te deixam
com uma única questão como uma estaca... Por quê?


why? =/

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

One tree hill


E agente acaba aprendendo, chorando, e sorrindo... com as pequenas coisas..