sexta-feira, 1 de março de 2013

Boa noite.

Eu estarei contigo como as estrelas estão com o céu. Eu vou para a batalha do esquecer, para o martírio do respirar. Mas eu volto para os teus braços assim a batalha interna acabar, e voltarei para te abraçar, te acolher, te confortar. E quando eu voltar, jamais sairei dos teus braços novamente, serei tua terceira perna e a mão estendida. Eu voltarei para ti, bela dama.