quarta-feira, 21 de julho de 2010

O retorno de saturno


Visão do espaço estamos tão distantes
se acelero os passos sigo a voz do meu coração.
Ontem eu fui dormir mais tarde um pouco.

E tudo vai indo bem...

Venço o cansaço e o medo do futuro.
No teu abraço é que encontro a cura do mal
Hoje eu acordei te quis por perto.

E você não sai do meu pensamento
E eu me questiono aqui se isso é normal.
Não precisa ser de novo assim tudo igual.

Entre o retorno de saturno e o seu,
Busco uma resposta que acalme o meu coração
Do amanhã não sei o que posso esperar.

E você não sai do meu pensamento
E eu me questiono aqui se isso é normal.
Você não sai do meu pensamento
E eu me pergunto aqui, se o natural

Vai dizer que o amor chegou no final.

Não precisa ser de novo assim tudo igual.


Detonautas ^_^

terça-feira, 20 de julho de 2010

Você é uma aberração, minha cara...

terça-feira, 13 de julho de 2010

For you my heart


Carona...

"Para ti, meu coração arrancado do meu peito. Estou despedaçada. E se eu pudesse enterraria meus dedos em meu peito e arrancaria meu coração e dava-o pra ti. Uma massa pulsante de uma mórbida patologia."
- O que é uma patologia?
- É como uma predisposição a uma doença. É como se todas as partes do corpo fossem susceptíveis a invasão.
-Uau, mórbida patologia, mórbida patologia! Mas isso quer dizer que teu coração está podre! De que serviria dar ao teu amor um monte de carne infectada? Leia mais um pouco.
"Além do meu coração, existem alguns órgãos que eu queria lhe dar: Glândulas, pâncreas, carnes variadas..."

Sozinha... Sentada na frente de uma caixa de correios

“Ofereço-te estes presentes, presentes raros! Sei que eles não são grande coisa em comparação com o que já me deste. Eu ouvi que estes órgãos não sobrevivem fora do corpo por mais de algumas horas, mas tentarei chegar aí o mais rápido possível! Não importa o que aconteça, será por minha conta, no meu coração.”

domingo, 11 de julho de 2010

Um mentiroso... Um estranho...


Os gestos diziam tanta coisa, a troca de olhar, os sentimentos em uma sintonia capaz de dizer e cantar uma bela canção. Naquela noite, olhava as fotos, os objetos, mas que nada tinha a ver com algum passado ou com algum futuro, apenas refletia sobre o sentimento que acabara sentindo, se era algo que o mundo tivesse uma explicação ou se nenhuma explicação teria sentido.
O que seria aquele sentimento inexplicável que lhe domava a mente...? O sentimento sem história, que vem, fica e vai embora. Era como se fosse a presa chamada pela atração e que morreria esperando por uma resposta. Que sentimento era aquele, que tirava lágrimas por não saber ao menos de onde vem, ou se é normal...? Se é uma mentira... A mentira simplifica a dor. Nada explicava...
Continuara olhar os objetos, e fora para a janela observar o mundo. Os gestos dos seres humanos, será que ao menos sabem o que sentem...? Ou simplesmente são ratos trancados em suas gaiolas?
Era como um fogo, lagrimava por não sentir nada. O sentimento mostrava algo como se nada tivesse importância, como se nada fosse correspondido... Seria um grande mistério dos sentimentos... ou seria ele uma grande mentira... ?

“Há um novo sentimento em mim, não me importarei e passarei a aproveitar este sentimento e o poder que ele deve ter sobre mim. Me sentirei livre, me sentirei rei, não me sentirei mal. Aproveitarei e me sentirei livre para senti-lo. Esta é a arte destruição.”

sábado, 10 de julho de 2010

Stockholm syndrome

This is the first (thing I remember)
Now it's the last (thing left on my mind)
Afraid of the dark (do you hear me whisper)
An empty heart (replaced with paranoia)
Where do we go (life's temporary)
After we're gone (like new years resolutions)
Why is this hard (do you recognize me)
I know I'm wrong (but I can't help believing)

I'm so lost
I'm barely here
I wish I could explain myself
But words escape me
It's too late
To save me
You're too late
You're too late

You're cold with disappointment
While I'm drowning in the next room
The last contagious victim of this plague between us
I'm sick with apprehension
I'm crippled from exhaustion
And I dread the moment when you finally come to kill me


By: Blink 182
Minhas forças somem com todas as lágrimas que caem dos teus olhos...

Pois que seja fraqueza então..

quinta-feira, 8 de julho de 2010

My heart ..


Eu juro que jamais vou te esquecer. Lembrarei até meu ultimo dia, que estivestes o tempo inteiro do meu lado. Deixe que esse dia ruim acabe, prefiro lembrar assim, me sinto bem e te sinto perto. Deixa assim, sei que não estou só, sei que estás aqui. Estás no meu coração, estás viva em meus sonhos.
Me lembrarei sempre que me amaste mais que tudo, e me sustentou, me fez bem, me protegeu. E sei que não deixaria nada de ruim acontecer. Gostaria de mais um beijo, mais um abraço, mais um boa sorte, mais um boa noite. É difícil lembrar que foste tão de repente, está tão escuro. Seus filhos não são os mesmos, nada é o mesmo. Tudo tão perdido. A saudade dessa vez bateu tão forte em minha porta.
E por um sonho, percebi que és tão bela sorrindo. Tão bonita, queria te olhar nem que fosse por uma ultima vez, pois é difícil acreditar que deixaste teu mundo para trás. Gostaria ir contigo, pelas nuvens, pelo céu, gostaria de dizer que sinto tua falta.
Quero acreditar que estas aqui, e que não me deixarás só com a escuridão, e que tomará conta dos meus sonhos. Essa noite, eu estava com medo do escuro, mas a lembrança não me deixou sentir a solidão. Parece tão feliz, contente, eu não gostaria de acordar.
Por favor, não deixe de olhar por mim, não me deixe só, me proteja, gostaria de te dar um belo abraço para que jamais esqueça que tu eras e és tudo pra mim. Mas também te peço, para que siga em frente se tiveres outro caminho. Siga e nunca desista...
Eu te perdi da noite para o dia, recebi meu ultimo boa noite... mas não te perdi completamente. Tu minha mãe, ainda estás aqui comigo, cuidando de mim, me segurando em teu colo, pois não te deixei ir. Não importa que mil anos passem, eu estarei lembrando de ti.
Depois de tanto tempo, ainda não acredito que te partiste tão rápido. Queria que ouvisses meus sussurros e eu te peço... por favor, cuide de mim...

Eu sempre te amarei.

I miss you

Olá, anjo do meu pesadelo
A sombra no fundo do necrotério
A vítima insuspeita da escuridão no vale
Podemos viver como Jack e Sally se nós quisermos
Onde você sempre me encontrará
E teremos o Halloween no Natal
E de noite desejaremos que isso nunca acabe
Desejaremos que isso nunca acabe

sinto sua falta

Onde você está? E eu sinto muito
Eu não consigo dormir, eu não consigo sonhar essa noite
Eu preciso de alguém e sempre
Essa doente estranha escuridão
Vem se arrastando me perseguindo toda hora
E quando eu comecei eu contei
As teias de todas as aranhas
Pegando coisas e comendo suas entranhas
Como a indecisão em ligar para você
E ouvir sua voz de traição
Você voltará para casa e parará esta dor à noite?
Parará esta dor à noite?

Não perca seu tempo comigo, você já é
A voz dentro da minha cabeça
I miss you ..

terça-feira, 6 de julho de 2010

I'm Lost Without You

Eu juro que eu posso continuar para sempre, de novo
Por favor, me diga que esse dia ruim irá terminar
Eu serei até o fim seu amor, seu amigo
Dê-me seus lábios e com um beijo, nós começaremos

Você está com medo de ficar sozinha?
Porque eu estou, fico perdido sem você
Você está com medo de ir embora essa noite?
Porque eu estou, estou perdido sem você

Eu deixarei meu quarto aberto até o sol nascer, para você
Eu manterei meus olhos pacientemente focados em você
Onde está você agora? Eu posso ouvir seus passos, estou sonhando
E se você for, me impeça de acordar pra continuar acreditando nisso

Você está com medo de ficar sozinha?
Porque eu estou, fico perdido sem você
Você está com medo de ir embora essa noite?
Porque eu estou, estou perdido sem você
Você está com medo de ficar sozinha?
Porque eu estou, fico perdido sem você
Você está com medo de ir embora essa noite?
Porque eu estou, estou perdido sem você

Estou perdido sem você
Estou perdido sem você

Blink 182

domingo, 4 de julho de 2010

Six Months


É ela, que faz da minha noite a mais bela possível. Tudo que vejo, tem cor, tem luz, e por ela faria tudo. Por que eu sei que ela é capaz de me fazer feliz, ela é capaz de me fazer sorrir um dia todo. Faz-me voltar pra casa delirando de como a vida pode ser bela.
E se ela fosse e não olhasse para trás, eu iria correr como nunca corri, ia cair em buracos, mas iria até o fim para encontrar o sorriso perfeito, o belo dia, o horizonte mostrando o caminho. Ela é tão bela, brinca como uma criança feliz e me faz sua companheira. E vejo e acredito que ela é o tudo, é ela que me faz tão bem.
É ela, uma das pessoas mais únicas, que doma meus pensamentos, que tem os olhos mais indefinidos e com tantas historias para contar. Ah, o quanto demonstra estar apaixonada, onde os olhos têm uma só direção, sorri tanto mesmo não mexendo os lábios, tenta enxergar a alma tão fácil de ler.
E se estiver lendo, quero que saiba que não vou desistir enquanto não te encontrar.
Saiba que não vou te deixar chorar.
Saiba que vou te abraçar para que não sinta dor.
Saiba que jamais te deixaria...

Se estiver lendo... Saiba que Eu te amo.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

My Dear Friend...


Era você, que me fazia companhia em todos meus sorrisos falsos, em todos os dias do passado... Que não me fazia esquecer a dor, que me fez e me faz lembrar aquela dor. Você poderia ser meu anjo guardião, o anjo que me fez enxergar o céu vermelho e a lua sangrenta.
Por que você era o que mais me fazia bem e mal, me fazia sentir empolgação todos os dias, e fazia das minhas madrugadas as melancolias virarem palavras, fazia minha alma queimar pedindo por mais sofrimento. E neste momento, sinto como se você estivesse do meu lado agora, pedindo para voltar. Pedindo domingos como aqueles que jamais esqueceremos, onde o dia era mais escuro que a noite e a noite se tornava minha doença, e a madrugada o meu refugio.
E por você, eu não largaria nada. Nem lutaria, nem pediria para voltar. Mas sinto sua falta como alguém que se foi e que pode voltar através de meus surtos. Você me faz sentir falta de ser doente, me trás a vontade de chorar, fechar meus olhos e sentir o vento gélido em meu rosto. Você me faz ter vontade de tentar me salvar.
E agora, eu quero voltar. Sinto falta de ver a escuridão do dia, sinto falta do meu estrago, quero voltar a ver o preto e branco. Nos dias do presente desabo nas armadilhas da saudade e sinto falta de não ser feliz. Minhas belas madrugadas, minhas melancolias, eu sinto falta de sofrer por amor, quero voltar às sombras hoje para que amanhã eu possa acordar livre.
Eu fecho meus olhos e vejo seu rosto estampado em minha frente, rindo, é tão belo. Você me faz querer voltar. A você meu amigo, eu agradeço por ter surtos, por ter um momento prazeroso e doentio. O que posso fazer... Eu te amo e quero momentos com você, e só você pode tornar isso real. Volte aos poucos e será bem vindo, meu querido amigo Abismo.

“Isso é tão doentio, quem diria que a garota feliz, aquela que pensa que dança na noite fosse sentir perdidamente a minha falta, sente falta de voltar a fingir ao mundo que és feliz. Ser feliz não é feliz, minha cara...”