sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Uma folha de diário perdida...

24-10-2010
Querido diário, felizmente hoje é um dia normal, o que no passado achei que fosse durar pelo resto da vida, durou apenas cinco dias para ser esquecido. "é hora de voltar"... Agora estou me levantando de acontecimentos recentes, mas que também está virando passado. Hoje se lamentar é besteira e faz sentido pra mim. Tudo que tenho a dizer é que a um ano atrás, nesta data, eu estava caída e jamais vou me perdoar por sofrer tanto naquele dia... Permito-me a dizer e a sentir que não valeu à pena. Aquele dia, agora para mim, é como uma folha a ser virada, uma pagina a ser arrancada, é como um livro que deve ser fechado para sempre... Eu aprendi que os sonhos só morrem quando são esquecidos, e eu digo diário, aqueles sonhos morreram há muito tempo, e aquela folha foi arrancada. Ah, e eu estou bem, estou ótima, o que restam daqueles dias são risos... Arrependo-me por fazer aquilo comigo mesmo. Até logo.
P.s: Não tem por que pensar, chorar e muito menos... querer voltar e se condenar por algo que já passou. Passar por tudo uma vez, basta, passar por tudo de novo, é tolice.

24-10-2009 - Folha arrancada...
" Querido diário, são exatamente 22:30, acordei atordoado e cheio de dores pelo corpo, minha cabeça lateja, tenho sinais de fraqueza. Estou morto, estou num inferno sem fim, estou afundando em minhas lágrimas. Nunca pensei sofrer tanto por algo que achei que me fizesse tão bem. Cheguei ao ponto do ridículo, ao ponto de cair em um chão cheio de sonhos que chegaram, ficaram, me enganaram e se foram.
O dia de hoje entrou para a história de uma vida perdida, sei que me lembrarei no ano seguinte e no seguinte... hoje parecia nublado e escuro, mesmo tendo um sol escaldante e brilhante lá fora. Saí sozinho de casa, levei dinheiro, um erro, encontrei com alguns amigos e compramos bebidas de todos os tipos, da mais fraca para uma que era capaz de matar. Eu estava decidido a beber muito e o fiz, bebi doses de todas as bebidas, mas isso não importa certo? Cheguei ao ponto de debruçar-me no chão e chorar me lamentando por ter amado tanto. Estou sóbrio agora, tranqüilo e sentindo o vazio e a realidade é que perdi o anjo que amei, ela se foi, e agora mais calmo enxergo claramente que tudo que vivi foi uma mentira, e fui alertado de todos os lados, meus olhos estavam fechados, e agora entreabertos ainda amo. Um mês atrás, setembro, ela disse adeus, hoje está em outros braços e amando mais que tudo, Amor? que amor? Mas não me importo. Hoje as doses me fizeram companhia. Sei que tenho que mudar, hoje foi a minha derrota, amanhã estarei morta, depois poderei levantar e seguir a vida. Às vezes penso que é melhor viver assim do que superar, querer superar às vezes dói mais do que lembrar.
Confesso que não estava pronto para perdê-la. Procurei pela dor e pelo sofrimento, hoje e todos os dias passados, chorei e por um momento deixo de existir, mas um dia eu nascerei nas minhas próprias lágrimas. Eu preciso deixá-las e tenho certeza que quando tudo isso passar acharei muita coisa que irá me matar, e sentirei ódio. Aprendi que tudo pode acabar quando menos esperamos, todas aquelas palavras, malditas palavras que me fizeram prometer que jamais a deixaria, o anjo prometeu o mesmo e me deixou, só sobram promessas. Ela tem que deixar as lembranças no esquecimento, quero ser esquecido, lamento mas é difícil aceitar que o que era o mais importante está deixando de existir. Que dor de cabeça, o dia foi pesado, agora pouco estava falando com um velho amigo e ele disse com todas as palavras, "se lamentar é besteira", acredite um dia isso fará sentido.
As duas almas zombam de mim, me deixaram no chão como um inseto, mas não as culpo, é a vida. Olharão pro nada e lembrarão-se do momento delas, não existo para nenhuma das duas, isso é bom... Quer dizer que chegou a hora e tenho que esquecê-las. Estou acabado... Estou fraco, e ainda lembro da tarde nublada de quinta feira, em que conheci o anjo, e ali foi a primeira mentira de muitas. E agora enxergo tão perfeitamente. É o fim. Mas eu vou mudar, vou fugir desta derrota. Sorriso na cara e estou de volta. Até logo diário.
P.s: Sofrer tanto por alguém jamais valerá a pena... Esta foi lição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário