sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Trapézio (Pitty)

Eu queria era dizer diferente
Aquilo que todo mundo sente, mas não consegue expressar
Meu trapézio balançando lento preso bem lá no firmamento
E eu tentando me equilibrar
Eu sei é uma visão estranha, mas o cara dos sonhos teve a manha
De me mandar essa imagem antes de acordar
De manhã ainda meio zureta
Com rimel até a bochecha lutando pra tentar me lembrar

Do que fiz a noite passada
Se foi tudo ou quase nada além das tequilas no bar
Geralmente não há nada de mal.
O problema é a ressaca moral
Quando essa fida vem me visitar
Ontem eu era leve faceta hoje nem me lembro das besteiras
E às vezes é melhor nem lembrar
Só lembro com exatidão o copo, sal, o limão e depois
Meu trapézio no ar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário