terça-feira, 3 de março de 2009

Medo


O medo de voltar-se ao passado
O medo de sofrer, o medo de amar.
O tempo passara tão rápido.
Escurece mais rápido.

Já era tudo tarde de mais.

Apenas procurava pela presença de alguém,
O desespero tomava conta do seu ser.
Já não conseguia viver sem aquela maldita presença.
Amar?
Ainda não.
Suas lindas flores estavam apenas começando a morrer.
Já sentindo aquele sentimento chegar pouco a pouco.

E agora?

Nada poderá ajudar-lhe.
Deu seu coração, seu sangue mais uma vez.
Caminhando nas estradas sombrias das trevas,
Sentia tudo se rasgando por lembranças suicidas..

E esperava tudo novamente passar..
Com lagrimas de sangue em seus olhos.

Pois sabia que é apenas uma névoa seca que sobra no final.
Pois nada é para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário