segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Depois de algum tempo


As madrugadas finalmente voltaram...
Agora abro os olhos e nada muda,
O céu continua o mesmo,
As pessoas são as mesmas ...

Há alguém contente,
está assim por conseguir superar,
quando abre os olhos,
vê ainda um passado borrado no ar,
nas paredes, no céu...

Há alguém indo embora,
és tu,
estás borrando os olhos de um cego..

Agora dá conta que o passado nunca importou,
Pois só dar apertos no coração, só mostra o caminho do abismo,
Só mostra a felicidade, a qual já não está aqui...
Eu entendo...

Estou finalmente seguindo contra o vento
querendo não me importar mais...

Diga, o que achou de um coração partido?
Vou cantando até o tempo passar,
e cantarei até não restar mais voz,
vou chorar até não haver mais lagrimas,
Vou sangrar até achar outros olhos...

Vou correndo, vou morrendo, mas não sabes...
Eu vou tentar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário