terça-feira, 10 de março de 2009

“sofrendo pouco a pouco.. Lembrando da presença que nunca poderei sentir. A presença que um dia poderá me matar.”


Agora eu vejo, não sabia que fechar os olhos poderia me matar
Poderia vê suas belas flores
Ver quem eu quero ver
Ver quem realmente és
Posso vê-la entrando em mim lentamente.

Mas não posso trazê-la aos poucos para a realidade
“e que a matança comece”- ela disse...

Eu poderia matar todos eles, poderia esquecer todos eles e devorá-los
Eles poderiam ir e não voltar...
Poderiam me esquecer, me deixa parti com um sorriso...
Ou
Simplesmente, eu poderia abraçá-los
Esperar que acabassem apenas como sonhos que se foram.

“e que a matança comece”-ela disse

Fecho meus olhos,
Sonho...
E morro novamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário