sexta-feira, 24 de junho de 2011

My best...


Sinto falta...
Repito, eu sinto falta...
E como é difícil admitir, é difícil aceitar...

Sinto falta daquele tempo em que era eu e tu, as nossas brincadeiras, as tuas bobagens. Como nos tornamos uma só alma, nada nos impedia, nenhum medo, sabíamos que era para sempre. Não importava as verdades, não havia obstáculos entre nós. Não sei o que fazer!!

Sinto falta de dizer que te amo.
Sinto falta do teu carinho...

Sinto falta do tempo em que estávamos juntas, quando mais um manhã da minha vida, escura, melancólica e triste, e tu vinhas, sentavas em mim, e sorria, ah, se soubesses quantos daqueles sorrisos me salvou da dor.

Sinto falta quando dizias que me amava,
Sinto falta da nossa eternidade...

Não importava se estávamos longe ou perto, estávamos juntas, estávamos amando mais que tudo
Não importava se estávamos amando outras pessoas, se acabasse com sangue no chão ou não. Sobrava a mão amiga dizendo "segue em frente, eu estou contigo.."

Meu deus. Como sinto tua falta...

Não importaria se outro alguém me magoasse,
Não queria me lamentar diante do amor que sinto por ti, depois de tudo...
Tu eras tudo, minha companheira, minha irmã, a melhor amiga que criou a eternidade, que luta para não acabar...
Se não doesse tanto te deixar ir...
Se não doesse admitir que te amo, meu amor...
Eu voltaria para os teus braços, e como um conto de fadas,
Seriamos felizes para sempre...


Apesar de querer lutar para te deixar ir, eu não consigo...
Porque eu só te amo com toda a minha vida...
Apesar da raiva, eu não consigo
Porque vêm as lembranças de como me fazias tão feliz...
Apesar, também das lágrimas...
Pergunto-me agora como tu continuas sendo a melhor parte de mim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário