sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Fracasso (Pitty)

O êxito tem vários pais
Órfão é o seu revês
Aos que sofrem, por fim o céu
Abranda raiva.
O que trago sobre ombros é meu e é só meu
Sustento sem implorar a benção e o pesar
Mas vil é desdenhar do que não se pode ter.

Vive tão disperso olha pros lados demais, não vê que o futuro é você quem faz
Por que o fracasso lhe subiu à cabeça
Atribui ao outro a culpa por não ter mais, declara as uvas verdes, mas não fica em paz
Por que o fracasso lhe subiu à cabeça.

O maestro bem falou:
A ofensa é pessoal
Quem aponta o traidor
É quem foi traído
Já sabe o que é cair ao menos tentou ficar de pé
E vitima de si despreza o que nunca vai ter
O mais verde é sempre além do que se pode ter.

Vive tão disperso olha pros lados demais, não vê que o futuro é você quem faz
Por que o fracasso lhe subiu à cabeça
Atribui ao outro a culpa por não ter mais, declara as uvas verdes, mas não fica em paz
Por que o fracasso lhe subiu à cabeça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário