sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Comum de dois (pitty)

Quis se recriar
Quis fantasiar
O quando de vestir despiu-se com pudor
Quis se adornar
Quis se enfeitar
Vestido e salto enfim pra si tomou

Se transformou
Se arriscou
Reinventou
E gostou, ele se transformou

Precisou correr
A vida pra entende
Que ele era assim um comum de dois
E hoje vai sair com a melhor langerrie
Nunca afrontar, só quer se divertir

Mas ele afrontou
Provocou
Assombrou
Incomodou
E ele nem ligou
Se acabou
E beijou
E dançou
Ele aproveitou...

Quando apontam aquele olhar ele sabe e deixa passar
O salto dói, ele sorri mais macho q há vai ter que omitir
Prazer e dor de ser mulher por essa noite é o que ele quer
Degusta bem, equivaleu
Ele se transformou

Sua dama ao seu lado
Amparado o motim
Juntos andam pela noite
Intrigantes para si
Transformou
Se arriscou
Reinventou
E gostou
Ele se transformou
Se arriscou
Reinventou ... E gostou...
Aproveitou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário