sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Acorde

Por que sofrer tanto e não saber o por quê?
Belos versos passados, as palavras brilhavam,
E agora voltam ao escuro sem mais nem menos,
Sem sentido, sem motivo, sem caminho

Não há por que dar adeus a si mesmo
Não há por que se torturar ou ter febre
Por que não gritar pela esperança novamente?
Nunca morre. Nunca morre...!!

Um quarto escuro não me deixa ver a luz do sol
As janelas se fecham, as duvidas ficam e tudo vai embora
Eu sei que a esperança, como sempre, é a ultima que morre...

Mas e quando morre? E quando se vai como todas as outras coisas?

É preciso gritar, berrar e pedir para que volte,
Sem que morra nos olhos,
Não chore, pois a esperança não foi embora...
Acorde, pois ela não depende de quem se foi...

Abra os olhos finalmente,
A esperança depende de quem fica,
Do pobre coração que sobrevive...
Acorde, pois assim é a vida..
E é a única que morre...

Um comentário:

  1. "Não chore, pois a esperança não foi embora...
    Acorde, pois ela não depende de quem se foi..."

    Ela sempre me emociona com seus textos perfeitos (:

    ResponderExcluir