quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Seven months


Esperei o tempo mudar e gravar em mim a cicatrização de um tempo ruim, o vento traz mais uma vez as belas melodias da noite. Faz-me senti o vazio do mundo, com a existência de um só ser. O sangue que escorria para, tudo para sentir a presença tão perto.
O mundo aparece em outro formato e a realidade faz algum sentido, me diz as palavras que quero ouvir. Mesmo que ainda haja dias escuros, mesmo que haja sustos e medos, nada se compara o mais lindo sonho e a doce realidade... Pois agora, mais que nunca sei que lutar sempre valeu à pena.
Eu não poderia deixar nem um minuto passar. Tão pouco tempo para tudo se tornar real. E agora é o anjo de asas brancas que me traz paz e harmonia, é a luz e minha esperança, minha loucura e meu conforto, minha cura... E tudo que eu sempre quis ter por perto.
Não aprendi a dizer as palavras certas. Nem recitar poemas, nem a cantar... Estou correndo para os teus braços, e finalmente chega a hora de acordar. Não é mais sonho, não é mais ilusão, nem pensamento. Agora, eu te trouxe para a realidade.


“E tudo vai indo bem, venço o cansaço e o medo do futuro, no teu abraço é que encontro a cura do mal... Hoje eu acordei e te quis por perto...”


F(L)

Nenhum comentário:

Postar um comentário