quinta-feira, 24 de junho de 2010

My Own Neosymbolism

Ao limite fora, fazendo belas melodias para que seus olhos fossem além da imaginação. Ao fim, a linda tragédia o fez chorar sem dó.
Crie a realidade através de seus olhos. Não faça dele um objeto, não fuja, este é o destino. O inverno cinza faz sentir como se a alma fosse congelar mais cedo ou mais tarde.
Leve-o para longe, leve-o com a noite silenciosa, faça-o dormi em seus braços. O tédio chega ao limite, as memórias chegam... Aqui, esperando com uma dose nas mãos, torcendo para que chegue o brinde da esperança. Espera a confissão que o pode matar novamente.
Tantas noites chegando sem dó... Tantas noites pedindo a algum deus que traga de volta sua felicidade... Que possa novamente voar até o infinito atrás da luz. E que os céus.. as ondas.. e o vento digam no fim, que tudo é real, quando a tempestade passar, a bela imagem com um perfeito sorriso estará esperando, para que possa sussurrar ao ouvido da cama, que não é mais um sonho. O seu lindo amor estará a sua espera.

Um comentário:

  1. Amei o blog' vi em uma comunidade de divulgação :)' Seguindo aqui *-*' [//Segue também! Beijos e Parabéns!

    ResponderExcluir