quarta-feira, 9 de junho de 2010

Deixa o tempo


Eu não volto mais pra casa
Não há ninguém a me esperar
Eu não vou ver o sol nascer
Pois tranquei minhas janelas
Pra não deixar a luz entrar

Eu canto as notas mais erradas
De refrões que eu nem sei cantar
Tentei chegar até você
Mas você não ouviu nada
Chegou a hora de acordar

Queria tanto estar em casa
(O teu silêncio nao traz paz)
Vendo mentiras na televisão
(Ele só me aproxima mais)
Esperando alguém ligar
(Deixei meu rádio em qualquer estação)

Então deixa que o tempo vai cicatrizar
Ele te trouxe até aqui
Mas pode te fazer mudar
Então deixa que o tempo vai gravar a tua voz em mim,
Para que eu possa te ouvir
Toda vez que eu precisar

Deixa que o tempo vai . . .

Deixa que o tempo faz . . .

Então deixa que o tempo vai cicatrizar
Ele te trouxe até aqui
Mas pode te fazer mudar
(E você já mudou)
Então deixa que o tempo vai
(Queria tanto estar em casa)
gravar a tua voz em mim,
Para que eu possa te ouvir
(Vendo mentiras na televisão)
Toda vez que eu precisar

Um comentário:

  1. O tempo... um inimigo da vida e nosso aliado quando devemos esquecer coisas que precisam ser esquecidas... Agradeço-te a visita aos meus blogs, e gostei do teu estilo, escreves de forma sentida, interessante. Meus cumprimentos. Abraço.

    ResponderExcluir