quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Loucura

Em seus olhos vejo o reflexo da minha alma, que queima e não para. A loucura enche o sangue que circula minhas veias. A loucura vem e me cega. Quero explodir, quero voar, sentir a brisa fria em meu rosto.
A ponto de explodir, me pergunto, por que minha cabeça roda? Sai do lugar, voa para milhares de lugares... Minha mente não para.. Por quê? Não há efeitos de bebidas fortes. Há surtos, há hiperatividade, há tédio, há desejo e felicidade.
Ó Deus, quero explodir, quero dançar. Quero tudo. Quero nada.
Quero encontrar a cura para esta loucura... Isso que queima minha alma... Cessar este tipo de coma em uma casa verde e me confortar com a calma. Mas não... Eu quero mais... Mais e mais... Quero fazer este sangue circular em mim.
Venha e dança comigo neste caminho escuro... Minha suposta “vampira moral”
Seja capaz de amenizar minha loucura... a loucura de desejar tanto te ter em meus braços. Quero sentir teu corpo, teu coração e tua alma como minha cura e minha calma.
Eu quero você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário