My lady of pain...


Por que se sentia em um vazio? Caindo.. Se nada acontecia, se nada era triste... Se tudo estava indo como sempre foi.
Mas por dentro estava diferente. O defeito... está dentro.. Dentro de seu peito. Rasga a pele, sentia arrepios. Não. Aquele anjo não trazia dor nem sofrimento... Pelo contrario. O fazia tão bem quanto aqueles que estão sempre ao seu lado. Ou até mais, porque deixa. Deixa se levar por um amor grande e forte. Ele a ama mais que tudo, mais que todos, às vezes.
Olhou os céus... Refletiu...
“Pegue minha mão, não solte.
Olhe em meus olhos e não pare de olhar..
Sorria comigo. Acompanhe todos meus passos.

Fixe em mim, pois eu encontro a força em ti...
Caiu, levanto para te fazer bem.
Vamos ande...
Não desista de mim... Fique comigo.

Não pense no fim... Apenas faça valer a pena nossa caminhada.
Lembre-se...
Perto ou longe eu estarei contigo... E eu estive contigo.
Não se esqueça de mim.

Eu desejo... Eu choro.Eu sonho. Eu luto.
Por ti, meu anjo”

“como um boi e uma vaca...” Sempre...

Comentários

  1. I recently came accross your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I dont know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.


    Susan

    http://ovarianpain.net

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Querido diário virtual

Notória lembrança

Carta jogada ao vento