O que sinto...


O que sinto? Ódio... a morte poderia me levar à minha própria tragédia...
Queria dar a minha vida e vender a minha alma.
Apenas para sair desta alucinação...
Quem são vocês que me machucam?
E que devoram meu coração lentamente?
Eu simplesmente... Os agradeço... Estão me fazendo um belo favor.
Devorem-no sem dó...
E então... Finalmente eu serei um ser que nada sente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Querido diário virtual

Carta jogada ao vento

Querido diário virtual