domingo, 1 de março de 2009

Minhas lágrimas caem, meus olhos começam a gritar por socorro e choram até fazerem um rio de lagrimas involuntárias, cheias de dor e desespero.


O fim de uma vida perdida e fútil, é o que todos esperam..

Eu não amo a dor. Mas sou amiga
Sinto-a como se fosse infinita, quase nunca tem um fim.
O que esperas de mim, meu anjo triste?
Que eu sorria sempre? É impossível, lamento.

Conforme-se com meus dias,
Conforme-se com meus fingimentos,
Conforme-se e chore comigo.
Sofra e morra comigo.

Mate-me com suas mentiras,
Faça com que eu acredite em todas elas,
Até que eu fuja da realidade e comece a viver um sonho
Para ficarem na memória,
Até que sejam devoradas pelo esquecimento.

Deixe-me partir.
Voar, quebrar minhas asas e provavelmente sobreviver.
Infelizmente.
Mas não me deixe morrer só.

Eu preciso da sua presença
Mas não preciso do seu amor
Posso ir sem este doce e amargo amor.

Não esqueça que um dia em que meu amargurado coração bateu..
Fechei meus olhos e vi seu rosto..eu te guardarei em meu coração.
(...)

Um comentário: